• adautossilva

Tá de Férias: Álcool e praia não é uma combinação tão boa quanto parece, veja os riscos

Imagem: iStock

É verão e de Norte a Sul, o espaço na areia da praia se torna concorrido, guarda-sóis se amontoam lado a lado e as barracas que servem comidas e bebidas lucram com a venda de porções, cervejas e caipirinhas. É comum ver famílias e grupos de amigos passarem o dia inteiro em frente ao mar. O bate-papo é frequentemente regado a drinks alcoólicos e quitutes gordurosos, mas especialistas pregam cautela para que a diversão não termine, por exemplo, em uma diarreia no dia seguinte.

O grande problema da combinação entre álcool e temperaturas elevadas é a desidratação. Às vezes a pessoa tem a falsa sensação de que a cerveja e a caipirinha matam a sede porque são geladinhas. Muito pelo contrário, o etanol vai fazer com que o corpo perca mais água.

Confira essa história: Álcool e praia não é uma combinação tão boa quanto parece, veja os riscos https://flip.it/WfssNz do Flipboard.

O calor leva à transpiração e provoca uma acelerada perda de líquidos. Além disso, o álcool inibe a produção de vasopressina, um hormônio antidiurético que faz com que o corpo, para não desidratar, reabsorva a água presente principalmente na urina. Quando o etanol está presente no sangue, ele faz com que a água seja excretada. É por isso que a pessoa, quando bebe, costuma ir ao banheiro toda hora. E o álcool é absorvido nas paredes do intestino. Pode favorecer o aparecimento daqueles cálculos no rim. Há pessoas que bebem muito e têm diarreia. Até a pele fica ressecada.

©2019 Portal de Notícias@.com / Por Adauto Silva

  • Ícone preto do Facebook
  • Ícone preto do Twitter
  • Ícone preto do Pinterest
  • Ícone preto do Instagram