Buscar
  • adautossilva

MS aponta Amazonas como o Estado mais adiantado na elaboração de plano de contingêcia




O Amazonas é o mais adiantado dentre os Estados na elaboração dos planos de contingência para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), que reúnem as medidas adotadas pelos governos e as necessidades mais urgentes. A informação foi dada pelo secretário executivo do Ministério da Saúde (MS), general Eduardo Pazuello, em videoconferência com o governador Wilson Lima e a secretária de Saúde, Simone Papaiz, na manhã desta terça-feira (28/04). O ministro da Saúde, Nelson Teich, também participou da reunião on-line, ao lado de governadores e secretários de Saúde da região Norte.


Durante a reunião, o general Eduardo Pazuello solicitou aos Estados a elaboração de planos de contingência, e destacou que o Amazonas é o Estado mais adiantado nesse sentido.

“Mapear informações é fundamental para fazermos o planejamento mais adequado para cada lugar, e o Amazonas hoje é o Estado em que temos o plano de ação mais pronto e desenhado. Por isso já temos algumas medidas para passar para vocês”, afirmou o secretário executivo.


O ministro Nelson Teich ressaltou na videoconferência que Manaus é hoje uma das cidades que necessitam de atenção mais imediata, e afirmou que o Ministério da Saúde enviará ao Amazonas, nos próximos dias, uma equipe de técnicos para auxiliar nas ações que estão sendo desenvolvidas pela Susam.


*Recursos e equipamentos* – Wilson Lima reforçou o pedido de auxílio do ministério para a obtenção de recursos humanos e aquisição de equipamentos, principalmente respiradores, duas questões fundamentais para que o Governo consiga ampliar o número de leitos nas unidades de saúde do Estado.


“Nossas principais necessidades são aquelas já apresentadas aqui, sobretudo a questão dos respiradores. Temos tido reuniões constantes com o Ministério da Saúde para podermos avançar nesses itens. Ontem conversei com o general Pazuello, que me falou do plano que está sendo construído para o Amazonas para que possamos combater o coronavírus”, frisou Wilson Lima.


A questão da obtenção urgente de respiradores também foi levantada por governadores de outros estados, como Acre e Pará. Em resposta, Nelson Teich declarou que o Governo Federal está trabalhando para suprir essa demanda, que será atendida conforme a gravidade da pandemia em cada localidade.

“A dificuldade na compra de respiradores é mundial. Nosso foco hoje é a entrega desses equipamentos para cuidar das pessoas. Vamos fazer isso avaliando a criticidade de cada estado, para que haja eficiência nessa entrega, escolhendo os locais certos”, disse o ministro.

©2019 Portal de Notícias@.com / Por Adauto Silva

  • Ícone preto do Facebook
  • Ícone preto do Twitter
  • Ícone preto do Pinterest
  • Ícone preto do Instagram