• adautossilva

Governo do Amazonas vai distribuir 4,5 mil toneladas de alimentos com o programa ‘Merenda em Casa’

O governador do Amazonas, Wilson Lima, acompanhou, nesta sexta-feira (24/04), o início da produção dos kits de alimentação escolar para serem entregues em Manaus. Está prevista a distribuição de 4,5 mil toneladas de alimentos pelo programa “Merenda em Casa”, da Secretaria de Estado de Educação e Desporto. O benefício vai alcançar mais de 400 mil estudantes em todo o Amazonas, garantindo também fomento à economia dos municípios do interior durante o período de prevenção e combate ao novo coronavírus.

Os kits começam a ser entregues já a partir da próxima segunda-feira (27/04). Durante a visita, o governador Wilson Lima destacou a importância do benefício durante as aulas presenciais suspensas. “Nós temos que levar em consideração o viés social e a necessidade que as pessoas têm de ter o alimento em casa. Muitos alunos iam para escola para ter a merenda escolar. Nós estamos garantindo que isso continue. Estamos montando os kits para fazer entrega em domicílio dessa merenda”, destacou Wilson Lima.

O Amazonas será o primeiro Estado a fazer a entrega dos kits nas casas dos estudantes, como medida de segurança. “É o primeiro estado que começa a fazer essa entrega em domicílio, e inclusive é um modelo que já vai ser replicado para outros estados da federação”, disse o governador. Wilson Lima falou, ainda, do fomento à economia dos municípios, já que as escolas fora da capital, em sua maioria, receberão recursos para fazer a montagem dos kits comprando dos comerciantes locais. “Vamos encaminhar os recursos para as escolas e, lá, as escolas poderão fazer a compra no comércio local. Isso é importante porque movimenta a economia por lá e nos ajuda na questão da logística”, explicou.

Serão distribuídos 11 itens entre leite em pó, achocolatado, arroz, feijão, farinha, entre outros. Todo o kit está sendo montado conforme orientações do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) com base no atendimento que seria feito nas escolas. Agricultura familiar – Além do fomento à economia no comércio local, a Secretaria de Estado de Educação e Desporto também está garantindo a compra de agricultores e produtores rurais que já estavam previstas para o ano letivo de 2020. As Chamadas Públicas representam investimentos de mais de R$ 32 milhões na produção rural.

Segundo o secretário Luis Fabian, as chamadas públicas iniciadas foram homologadas e irão complementar os kits do interior. “A Seduc homologou a maior chamada pública de agricultura familiar que o Estado já viu, contemplando agricultores dos 62 municípios. Além disso, em 2019, fizemos a chamada pública da agricultura familiar voltada para a educação indígena, algo que foi feito pela primeira vez no Brasil e que ocorreu no nosso Amazonas. Os produtos da agricultura familiar, tanto da educação indígena quanto da educação regular, serão utilizados para complementar os nosso kits, e esse é um feito histórico”, lembrou ele.

Megaoperação – A logística para a distribuição envolve centenas de profissionais. Desde a última quarta-feira (22/04), gestores, coordenadores, servidores da logística, transporte e infraestrutura da Secretaria de Educação iniciaram o recolhimento dos alimentos que já estavam nas escolas de Manaus. Os itens também devem compor os kits. Essa é uma medida para não deixar que se estraguem alimentos, já que as escolas estão fechadas. A secretária executiva adjunta de Gestão da Secretaria de Educação, Rosalina Lobo, explicou que existe uma megaoperação para que todo o trabalho seja feito em tempo hábil. “Estamos em uma verdadeira operação de guerra para garantir que esses alimentos cheguem aos estudantes. É uma força logística muito grande que envolve transporte terrestre, fluvial”, ressaltou. Em Manaus, cerca de 300 pessoas estão envolvidas no translado dos alimentos e 14 caminhões estão fazendo o transporte das escolas para a o galpão. É de lá que, posteriormente, sairão os kits para as escolas que serão Pontos de Apoio e depois a casa dos estudantes. Interior – A Secretaria de Educação realiza nesta sexta-feira (24/04), às 14h, uma reunião por meio de videoconferência com os coordenadores regionais do interior. A reunião será para informar sobre a disponibilização dos recursos, compra dos itens estratégias seguras de distribuição e demais procedimentos que contemplam os municípios mais distantes da capital. FOTOS: Diego Peres/Secom

©2019 Portal de Notícias@.com / Por Adauto Silva

  • Ícone preto do Facebook
  • Ícone preto do Twitter
  • Ícone preto do Pinterest
  • Ícone preto do Instagram