• adautossilva

Forças de Segurança apreenderam 2,6 toneladas de entorpecentes no primeiro quadrimestre de 2020




Nos quatro primeiros meses de 2020, as forças de Segurança do Amazonas apreenderam 2,6 toneladas de entorpecentes, conforme dados do Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp). No ano passado, mais de 1,5 mil pessoas foram presas pelo crime de tráfico de drogas na capital amazonense.



Com a intensificação nas fiscalizações nos rios, por onde há um maior volume de transporte de drogas, houve um aumento no transporte do material ilícito com uso de aeronaves, conforme informações do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM).



De acordo com o diretor do Denarc, delegado Paulo Mavignier, o Departamento está acompanhando essas ações criminosas e as investigações seguem continuam para coibir a prática criminosa.


Mavignier destaca o volume de apreensões mesmo em meio à pandemia do novo coronavírus, causador da Covid-19. “Tivemos grandes apreensões, mesmo nesse período difícil. Os traficantes têm se aproveitado desse momento, mas eles têm tido uma dificuldade de logística muito grande na região por conta da fiscalização nos rios”, disse o delegado.



Integração – A delegada-geral da Polícia Civil, Emília Ferraz, afirmou que a grande quantidade de drogas apreendidas durante o período é resultado da atuação integrada das forças de Segurança, sob a coordenação da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM).


“Essa integração também aconteceu nos locais em que, mesmo no período pandêmico, continuam fazendo o tráfico, seja por rio ou por mata”, afirmou Ferraz.


Suporte especializado – Coordenador do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera), também da PC-AM, o delegado Juan Valério afirmou que a unidade dispõe de equipes de pronta-resposta para qualquer tipo de missão, inclusive em área de mata e de alto risco, onde muitas apreensões de entorpecentes já foram realizadas.


“Temos a expertise de fazer essa busca, fechando o perímetro na mata, que também é uma situação de alto risco porque estamos entrando num local onde o entorpecente está sendo guardado por traficantes escondidos, fazendo a segurança da droga. Nós conseguimos sempre chegar de maneira furtiva com nossas estratégias de entradas em áreas de selva, tendo êxito nas nossas apreensões”, disse.


Quem tiver informações que sejam úteis para o trabalho de repressão ao tráfico de drogas pode ligar, sob sigilo, para o 181, o Disque-Denúncia da Secretaria de Segurança Pública.


FOTOS: Divulgação/SSP-AM



©2019 Portal de Notícias@.com / Por Adauto Silva

  • Ícone preto do Facebook
  • Ícone preto do Twitter
  • Ícone preto do Pinterest
  • Ícone preto do Instagram