• adautossilva

Familiares identificam pernas deixadas em beco de Manaus

Devolveram apenas as pernas. Barbarie pode ter sido comandada pelo Tribunal do Tráfico

Familiares identificaram as duas pernas encontradas na noite dessa quinta-feira, 30/01, no beco dos escoteiros, Rua 23 de Dezembro no Bairro da Compensa 2, na zona Oeste de Manaus, como sendo de Marquilene Cardoso da Silva, de 38 anos. A suposta vítima está desaparecida desde quarta-feira, dia anterior ao descarte das pernas no Beco.

Os membros foram encontrados por moradores que passaram pelo local e acionaram a polícia. A equipe da 8ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) isolou a área e a equipe do( IML), fez a remoção das pernas. Antes do corpo ser retirado do local familiares da suposta vítima que moram próximo ao local onde os membros foram encontrados foram até o Beco e identificaram as pernas como sendo de Marquilene Cardoso, que estava desaparecida desde a noite de quarta-feira, quando supostamente foi sequestrada de casa e não mais foi vista. A tatuagem de uma letra em uma das pernas ali jogadas ajudaram uma irmã da vítima a dizer que os membros são de sua irmã.

Apesar da declaração somente o exame de DNA pode revelar a identidade da vítima.

Ainda no local a mulher informou aos policiais que Marquilene era usuária de drogas e pode ter sido sequestrada por traficantes da área.

A polícia investiga a execução, esquartejamento do corpo e a suposta ligação de mais essa barbárie na capital Manauara ao tráfico de drogas.

©2019 Portal de Notícias@.com / Por Adauto Silva

  • Ícone preto do Facebook
  • Ícone preto do Twitter
  • Ícone preto do Pinterest
  • Ícone preto do Instagram