• adautossilva

Após se reeleger prefeito de Coari/AM renuncia ao cargo, primos devem assumir a cidade




Se Gonçalves Dias tivesse nascido em Coari, no Amazonas, teria escrito a Canção do Exílio de outra forma:


"Minha Terra tem 'Pinheiros', gente que manda por lá, ainda que alguns não queiram, eles continiam mandando lá"...


Depois de uma vitória esmagadora sobre seu adversário na eleição do último domingo, o prefeito de Coari Adail Filho, reeleito com 60% dos votos para o quadriênio 2021/24, renunciou ao cargo de prefeito nesta quarta-feira, 18/11.



Mas calma, não se trata de renunciar o que acabou de ganhar, ele apenas renunciou os últimos 42 dias de seu mandato, que termina em 31 de dezembro.


Na carta encaminhada à   Câmara dos Vereadores de Coari, Adail afirma que está com sequelas do Covid-19 e precisa de descanso e tratamento especializado, para se recuperar e retornar com todo gás no dia 1° de janeiro de 2021 para assumir o novo mandato.


Apesar do afastamento de Adail Filho, o que não vai faltar, são Pinheiros para substituir Adailzinho.


O presidente da Câmara, Keiton Pinheiro, primo do prefeito Adail Pinheiro Filho, deve assumir a prefeitura da Terra do gás até 31 de dezembro.

Adail Filho vai para seu segundo mandato seguido, escolhido pelas urnas. Neste dia 15 ele venceu o pleito com quase 60% dos votos, enquanto o segundo lugar ficou com 23%.

No legislativo até o final do ano fica a atual vice-presidente da Câmara Municipal, Jeany Pinheiro. Ela também se reelegeu vereadora e deve ser a futura presidente da casa.

Isso porque o atual chefe do Legislativo, Keitton Pinheiro, é o futuro vice-prefeito da cidade.

©2019 Portal de Notícias@.com / Por Adauto Silva

  • Ícone preto do Facebook
  • Ícone preto do Twitter
  • Ícone preto do Pinterest
  • Ícone preto do Instagram